Dalete Oliveira entra com pedido para ser candidata a prefeita em Cajamar

Entre os escândalos da gestão de Dalete Oliveira, enquanto prefeita de Cajamar, está uma multa por dirigir embriagada e retirada dos ônibus escolar.

Dalete Oliveira durante sessão na Câmara enquanto vereadora.

A ex vice-prefeita de Cajamar, Dalete Oliveira, registrou nesta semana, o registro de candidatura para concorrer as eleições 2020 em Cajamar pelo PV (Partido Verde). O vice da chapa é Anésio de Campos.

O pedido de registro aguarda julgamento da Justiça Eleitoral que decidirá nos próximos dias se aceita ou não o pedido de registro.

Histórico

Dalete Oliveira, na época do PCdoB, foi eleita como vereadora em Cajamar com 914 votos nas eleições em 2012. Em 2016 Dalete aceitou ser vice-prefeita de Paula Ribas (PSB) que foi eleita nas eleições em 2016.

Durante o mandato, a chapa respondeu um processo de cassação em 2018, onde Paula Ribas foi afastada do cargo, ficando Dalete como prefeita interina de Cajamar, quando em 2018 também foi desligada da prefeitura após a chapa ser condenada por improbidade administrativa e assim, realizada eleições suplementares o qual elegeu o atual prefeito de Cajamar, Danilo Joan (PSD).

Entre os escândalos da gestão de Dalete Oliveira, enquanto prefeita de Cajamar, está uma multa no valor de R$ 2.934,70 por dirigir embriagada (Veja a matéria do Jornal News Oeste). e retirada dos ônibus escolar.

Dalete foi cassada, porém, não está inelegível

O Destaque Regional apurou com advogados o motivo de Dalete entrar com registro de candidatura, uma vez que a chapa o qual pertencia foi condenada.

Segundo dados apurados pelo Destaque Regional, apesar de Dalete ter sido cassada, ela, diferente da ex-prefeita, Paula Ribas, não está inavegável por oito (8) anos, pois, ao entender da justiça, Dalete, até então vice-prefeita, não teve participação nas licitações e nas obras de asfalto durante gestão de Paula Ribas, o qual cassou a chapa.

Para acessar o registro de candidatura de Dalete, clique AQUI.