Professor preso acusado de abuso sexual

Um professor, morador na Capital, foi preso no Parque Aquático Wet’n Wild, acusado de abuso sexual contra um garoto de 11 anos, que fazia parte de uma excursão. Frequentadores fizeram a denúncia pelo telefone 190 da Polícia Militar.

O professor, que fala seis línguas, estava com um grupo de 12 crianças asiáticas que faziam passeio no centro de lazer da Rodovia dos Bandeirantes, em Itupeva.

De acordo com as denúncias o acusado teria deixado um garoto de 11 anos passar as mãos pelo seu corpo e também masturbação por cima da sunga, sendo percebida a excitação sexual.

As testemunhas relataram aos policiais militares Fernandes e Feitosa que o ato durou cerca de quatro minutos. O professor disse que deixou apenas o garoto passar as mãos em seu tórax e quando o menino foi para partes íntimas o repreendeu. Que o ato teria durado apenas 40 segundos.

O professor de japonês negou que estivesse praticando ato de pedofilia. Porém, os policiais militares revistaram sua mochila e encontraram 19 preservativos e três lubrificantes. O delegado do Plantão da Polícia Civil fez requisição para investigadores revistarem a casa do acusado, em São Paulo.

O professor foi preso em flagrante por “tentativa de estupro” e ficará no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista aguardando decisão da Justiça.