Pilhas de móveis e eletrodomésticos são acumuladas nas ruas da Vila União

Fizemos uma comparação com fotos do local antes do muro se romper. É possível ver a água vazando por cima do muro.

Madrugada foi de limpeza e contabilização dos prejuízos após a enchente.

Geladeiras, fogões, televisões, aparelhos de som, armários, camas, sofás e tudo o que se pode imaginar dentro de uma residência, foram perdidos em minutos pela maioria dos moradores do bairro da Vila União, em Cajamar.


Clique AQUI para acessar a matéria com fotos e vídeos.


Confira uma analise com histórico de imagens do radar e câmeras no momento do temporal.


O temporal da tarde do último domingo, dia 8, despejou em apenas alguns minutos, 75 milímetros de chuva na região de Jordanésia, local mais atingido pelo temporal.

Com a forte chuva, o sistema de drenagem das águas de parte do complexo logístico de Cajamar, onde estão empresas como: Correios, Assaí e Amazon, não suportaram a vazão da chuva, causando o extravasamento do sistema, onde a água ficou presa em uma espécie de “represa”, cercada por por um enorme muro, dentro de uma empresa, o nível da água represada foi subindo, até que o muro não aguentou a pressão e se rompeu, provocando um “tsunami” de lama que invadiu as casas, sem dar nenhuma chance aos moradores de tentar salvar alguma coisa.

Nesta foto é possível ver a região da Vila União antes do rompimento do muro. É possível observar a água saindo pelas bordas, indicando o represamento da água no local.
Foto do local após o rompimento do muro. Percebam que o carro que estava estacionado foi arrastado pela força da água.

Eu nunca vi nada igual. A última enchente parecida, foi no ano de 1986. Eu perdi tudo o que tinha” – disse Odete, moradora do bairro há mais de 40 anos.

Nota oficial da prefeitura

Informamos que será instaurado um procedimento para investigar os responsáveis e certificar quais foram as causas do alagamento no bairro Vila União. Ressaltamos que nenhuma família ficará desamparada neste triste acontecimento.

Lamentamos o ocorrido e enfatizamos que nos últimos meses foram executados diversos serviços de contenção de enchentes como limpeza de rios e córregos para a retirada de entulhos, entre outros fatores que agravam os alagamentos.

Fala do Prefeito de Cajamar

É uma situação lamentável, onde um muro acabou estourando. A prefeitura já está vistoriando as obras, temos uma lei de obrigatoriedade de tanque de retalhos, para minimizar o impacto das águas e quem não cumpriu terá que arcar com o prejuízo, mesmo assim a prefeitura assume toda a responsabilidade com os moradores, por isso, estamos dando o suporte com a Assistência Social e Defesa Civil e nosso compromisso é indenizar e ressarcir os moradores.

Comente essa matéria com o Facebook: