Parnaíba afirma estar preparada para a vacinação contra o covid-19

A cidade já dispõe de todos recursos como seringas, agulhas, 14 postos de vacinação e profissionais capacitados para iniciar imediatamente a imunização da população aguardando apenas o envio das vacinas pelo Governo Federal ou Estadual.

Para garantir a imunização contra o coronavírus, o município de Santana de Parnaíba está organizado para iniciar a primeira fase da vacinação contra a Covid-19 e aguarda apenas as definições dos Governo Federal ou Estadual para iniciar a aplicação das vacinas. A expectativa, de acordo com o Ministério da Saúde, é que a ação comece a ser realizada já no próximo dia 20.

O cronograma para vacinação deve ser divulgado em breve, no entanto, para evitar aglomerações, será necessário realizar o pré-agendamento, que poderá ser feito a partir do dia 25/01 por meio do site da prefeitura do município (www.santanadeparnaiba.sp.gov.br) disponibilizado na aba cidadão, no espaço destinado à saúde, onde haverá o ícone agenda fácil e seguir os passos. Quem não é homologado poderá fazer o pré-agendamento após a  realização do cadastro.

 Os munícipes homologados, além de realizar o pré-agendamento pelo site, contam com outras duas opções: ligar de um telefone fixo para o número 0800 777 7755 ou no totem de agendamento disponível nas 13 unidades de saúde. Cabe destacar que o número de telefone informado na homologação ou no cadastro devem estar atualizados, pois será importante para a efetivação do agendamento.

Para os profissionais da área da saúde do setor privado haverá um posto volante localizado na Arena de Eventos, que funcionará exclusivamente para aplicar as doses para este público, que além do pré-agendamento, precisarão estar munidos de um dos documentos que comprovem o vínculo empregatício (carteira de trabalho, registro do conselho de classe, crachá ou holerite), os profissionais da rede municipal de saúde serão vacinados em suas respectivas unidades de trabalho.

É importante ressaltar que não haverá opção de escolha por parte do município do imunobiológico (vacina) que será utilizado na cidade, e que o imunobiológico  aplicado na primeira dose será o mesmo da segunda.

Comente essa matéria com o Facebook: