Motoristas e cobradores da EMTU já podem se vacinar contra a COVID-19

Motoristas e cobradores de ônibus de linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU poderão, a partir desta terça-feira (18), tomar a vacina contra a COVID-19.

Divulgação.
Publicidade

Dando continuidade ao plano de vacinação dos profissionais de transportes públicos da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, os motoristas e cobradores de ônibus de linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU poderão, a partir desta terça-feira (18), tomar a vacina contra a COVID-19 nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) das cinco regiões metropolitanas do Estado. Os profissionais dessa categoria que trabalham na Reserva Técnica Operacional (RTO) e no Sistema Ligado também estão aptos a receberem a vacina, independentemente da idade.

“O governo do Estado de São Paulo se orgulha em fornecer vacina para milhões de brasileiros e agora para os profissionais responsáveis pelo transporte de milhões de passageiros, que se empenham diariamente em contato direto com os cidadãos que dependem do transporte”, afirmou o Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy.

Ao todo, são 16.131 profissionais ligados as empresas gerenciadas pela EMTU nas cinco regiões metropolitanas do Estado. Divido por região são: 13.116 na Grande São Paulo, 1.011 na Baixada Santista, 946 na Região Metropolitana de Campinas, 831 no Vale do Paraíba / Litoral Norte e 227 profissionais na Região Metropolitana de Sorocaba.

Cadastro – Quem estiver nesses grupos deverá confirmar as informações no sistema “VaciVida”, por meio do site www.vacinaja.sp.gov.br/transportesmetropolitanos. O pré-cadastro terá início pelo CPF e cada pessoa receberá por e-mail e/ou celular um código QR que será conferido pelo agente de saúde na sala da vacinação. Todos os funcionários deverão apresentar documento pessoal e funcional, além do QRCode impresso ou em celular para confirmação no dia da vacinação e os dois últimos holerites (para os motoristas e cobradores de ônibus) ou o Certificado de Registro de Operação – CRO (para RTO e Ligado).

Os trabalhadores receberão a vacina na cidade de domicílio que está no cadastro. Importante atentar também ao plano municipal de vacinação de cada cidade, algumas prefeituras estão exigindo agendamento prévio.

Comente essa matéria com o Facebook: