Leitora pede mais investimentos na Saúde de Cajamar

A leitora Laura Costa, do Polvilho, está revoltada com o sistema público de saúde em Cajamar. Ela disse que enfrentou uma fila de “dobrar o quarteirão” na Unidade Básica e logo cedo com bebê no colo. Ela pede para a Prefeitura investir mais na Saúde.

A Prefeitura de Cajamar informa que, juntas, as Unidades Básicas de Saúde do Polvilho, de Jordanésia e do Parque São Roberto realizaram 65.347 atendimentos no período de janeiro a maio de 2018, somando neste total as consultas médicas ambulatoriais com clínico geral, pediatra e outros especialistas da rede; procedimentos de odontologia, nutrição, psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional e também os serviços de enfermagem.

Os dados foram divulgados pela Diretoria de Saúde de Cajamar e não incluem os serviços do Hospital Municipal Enfermeiro Antônio Policarpo de Oliveira e da UPA 24 h (Unidade de Pronto Atendimento).

Com a contratação de novos médicos especialistas e outros profissionais de saúde, a partir de maio houve um ampliação dos atendimentos e a diminuição da lista de espera, que em alguns casos, como as vagas com neurologistas havia cerca de 500 pacientes.

A Prefeitura de Cajamar contratou cardiologista reumatologista, endocrinologista, pneumologista, ortopedista, infectologista, cardiologista, clinico geral, pediatra, ginecologista, plantonistas, além de fisioterapeutas e terapeuta ocupacional.

Nos próximos dias, o município deve reativar o PSF (Programa Saúde da Família) e também entregar a nova Unidade de Saúde do Parque Maria Aparecida.