A jundiaiense Carla Borges, de 35 anos, será a responsável por pilotar o avião que transportará o presidente Jair Bolsonaro. Primeira mulher a comandar o avião que carrega o presidente da República em viagens oficiais, Carla começou a exercer a função com o ex-presidente Michel Temer, em dezembro de 2016. Agora, ela deve continuar com o novo presidente.

Além de ser a primeira mulher a pilotar o avião presidencial, ela já atingiu dois grandes feitos dentro da Força Aérea Brasileira: ela foi também a primeira mulher a pilotar um caça da FAB e a primeira a lançar uma bomba a partir de um caça.

A jundiaiense ingressou na academia da FAB em 2003, na primeira turma de mulheres aviadoras, e fez o curso de aviação de caça entre 2007 e 2014. Na época, a piloto integrou um grupo de apenas 20 mulheres, em um universo de 180 pessoas.

Em uma reportagem ao Portal G1, ela contou que a paixão pela aviação veio desde cedo, quando assistiu ao filme ‘Top Gun’ na infância. “O filme sem dúvida marcou muita minha infância e influenciou a minha paixão pela aviação de caça”, disse.

Em pouco mais de dez anos de carreira, Carla acumulou mais de 1,5 mil horas de voo no comando de nove modelos diferentes de aeronaves. Durante todo esse período, ela disse não ter sentido diferença de gênero no tratamento entre os colegas militares dentro da FAB.

“Vejo que as pessoas estão valorizando mais a presença feminina na Força Aérea, não porque tem diferença entre os pilotos, mas para mostrar para as mulheres que elas têm essa possibilidade”, reiterou.

Para chegar onde está hoje, ela garante que foi preciso muita força de vontade. “Foi necessário muito preparo e dedicação para chegar onde eu estou, como comandante, podendo pilotar a aeronave presidencial”, disse em outra reportagem, quando ainda transportava o ex-presidente Michel Temer.

Com informações: Tribuna de Jundiaí e G1