Juiz proíbe interdições de caminhoneiros na Anhanguera durante greve

A última greve dos caminhoneiros registrada em 2018, deixou todos os postos sem combustíveis.

Centenas de pessoas aguardando a chegada de combustível em um posto de Cajamar durante a greve de 2018. Foto: Fernando Crus.

A greve dos caminhoneiros está confirmada para ocorrer nesta segunda-feira, dia 1 de fevereiro de 2021 e por conta disso o juiz da 4ª Vara Cível do Fórum de Jundiaí, doutor Marcio Estevan Fernandes, concedeu liminar para a concessionária AutoBAn, proibindo caminhoneiros de realizarem interdição das rodovias Anhanguera, Bandeirantes.


A última greve dos caminhoneiros registrada em 2018, deixou todos os postos sem combustíveis, inclusive em Cajamar, como é possível relembrar NESTA MATÉRIA.


Na decisão o juíz informou que é preciso que os usuários das rodovias tenham liberdade de locomoção: “As manifestações não podem prevalecer sobre o direito de ir e vir dos usuários das vias públicas e parece bem natural que esse entendimento deva prevalecer, sobretudo quando há espaços públicos concebidos exatamente para servir de palco a tais gestos de viés político” – destaca o juiz.

Uma outra Juíza de Santa Isabel, Cláudia Vilibor Breda, disse que os caminhoneiros que bloquearem a Via Dutra estarão sujeitos a pagar multa de R$ 10 mil reais pelo bloqueio da estrada.

A greve

A manifestação dos caminhoneiros é contra as diversas medidas, entre elas o aumento dos combustíveis pela Petrobrás, além do piso mínimo de frete no País, bem como uma definição do tempo de jornada de trabalho dos caminhoneiros.

Comente essa matéria com o Facebook: