Grande SP e região de Jundiaí passam para a fase verde

Todos os comércios, escolas e igrejas, poderão funcionar normalmente com medidas de prevenção.

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (9), a nova atualização do Plano SP para a retomada da economia.

Agora, as regiões de Jundiaí, Campinas, toda a Grande SP, Baixada Santista e Vale do Paraíba, passam para a fase verde, ou seja, todos os comércios, escolas e igrejas, poderão funcionar normalmente com medidas de prevenção, ou seja, controle de temperatura, álcool em gel e distanciamento social.


O que muda na fase verde?

  • Bares e restaurantes também podem abrir por 12 horas, desde que iniciem as atividades depois das 6h e terminem às 22h, com permanência no local até 23h;
  • Shoppings e comércio de rua podem abrir por 12 horas e com aumento da capacidade para 60%;
  • Após 28 dias de estabilidade, eventos convenções e atividades culturais podem ser realizados com público em pé, mas com obrigação de controle e hora marcada.
  • Salões de beleza e barbearia podem abrir por 12 horas e com aumento da capacidade para 60%;
  • Academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica podem abrir por 12 horas e com 60% de capacidade;

Os municípios cumpriram as determinações impostas pelo governo, mantendo a ocupação dos leitos de UTI abaixo do padrão que fica entre entre 75% e 70% e o número de internações nos últimos 28 dias entre 30 e 40.

Requisitos para avançar de fase no Plano SP:

  • ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs);
  • total de leitos por 100 mil habitantes;
  • variação de novas internações, em comparação com a semana anterior;
  • variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior;
  • variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior.
  • Na fase verde também é considerado óbitos e casos para cada 100 mil habitantes;
  • Regiões que atingirem as fases 3 (Amarela) ou 4 (Verde) permanecerão nessas fases desde que tenham indicadores semanais inferiores a 40 internações por Covid-19 a cada 100 mil habitantes e 5 mortes a cada 100 mil habitantes.
Governo de São Paulo anuncia ajustes nos critérios de classificação do plano São Paulo. — Foto: Divulgação/Governo do estado

Teatros, cinemas e eventos que geram aglomerações ainda estão proibidos.

A próxima atualização deve ocorrer no início de novembro.