Governo quer privatizar usina de Pirapora do Bom Jesus

A informação foi divulgada pelo Conselho do Programa Estadual de Desestatização do Estado de São Paulo.

Usina hidrelétrica de Pirapora do Bom Jesus.

A pequena usina PCH, que fica no Rio Tietê, em Pirapora do Bom Jesus, pode ser privatizada. A informação foi divulgada pelo Conselho do Programa Estadual de Desestatização do Estado de São Paulo e a privatização da usina foi recomendada ao Governador João Doria (PSDB).

Em comunicado realizado na última terça-feira, dia 29, o pedido é que o governo autorize a Secretaria da Fazenda e Planejamento a contratar estudos e serviços necessários à alienação das ações de titularidade da administração pública estadual na estatal Emae (Empresa Metropolitana de Águas e Energia), que opera a hidrelétrica de Pirapora.

Emae também é responsável pela operação de uma hidrelétrica na Serra do Mar e uma termoelétrica, além de ser encarregada de controlar o volume de água do Rio Pinheiros, através através da Usina Elevatória de Traição, da Represa de Guarapiranga e da Represa Billings.

Foram gerados em 2019 960 megawatts em capacidade energética, juntando as hidrelétricas administradas pela estatal. A receita passou de 439 milhões de reais e lucro líquido de 92,6 milhões de reais no mesmo ano.

Apesar da indicação do conselho em privatizar a usina, por enquanto, nada muda e o local continua sendo administrado pela estatal Emae.