Gentilmente, Guarda retira invasores de terreno em Cajamar

O terreno foi invadido na última semana, às vésperas das eleições, e foi denominado pelos invasores de "Ocupação Terra da Liberdade".

Divulgação

A Guarda Civil Municipal de Cajamar solicitou a retirada de diversas pessoas que invadiram um terreno particular no bairro Parque Paraíso em Cajamar. O terreno foi invadido na última semana, às vésperas das eleições, e foi denominado pelos invasores de “Ocupação Terra da Liberdade”. (VEJA A MATÉRIA SOBRE O DIA DA INVASÃO).

Com a presença da Guarda equipada com equipamentos de choque, cães e armamento não letal, os invasores saíram do terreno pacificamente sem nenhuma confusão. O comandante da Guarda, Cássio Gonçalves, ajudou a retirar utensílios e auxiliou as famílias. “Apesar do armamento e proteção padrão para esse tipo de operação, a desocupação foi tranquila” – disse um GCM.

Comandante da Guarda, Cássio Gonçalves, com uma criança no colo.

Os advogados da ocupação disseram que a área está há pelo menos 20 anos sem cumprir função social da terra. A defesa diz que as famílias lutam pelo legítimo direito de moradia e se assustaram diante da tropa de choque da GCM, com armamento letal e não letal, escudos e pastor alemão.

Caso os invasores conseguissem ficar no local, essa seria a segunda ocupação em Cajamar. A primeira, denominada “Ocupação dos Queixadas”, reúne mais de 200 famílias que construíram barracos e vivem no local sem saneamento básico (VEJA A MATÉRIA).

º

º


NOTA OFICIAL PROPRIETÁRIOS DO TERRENO

Estávamos no local ontem, importante informar que não houve um disparo de arma não letal, não teve discussão, a comissão de direitos humanos estava presente para garantir a integridade de todos bem como advogados do grupo criminoso.

Como representante legal do proprietário do Terreno, garanto que todos os impostos sobre a propriedade estão 100% quitados e repudiamos todo tipo de ação criminosa organizada, Esbulho Possessório é crime previsto no código penal art 161.

O terreno conta com dois vigias que fazem a limpeza do terreno mensalmente e no momento vem sendo utilizada como pastagem para bovinos, conforme a própria vizinhança testemunha, ao contrário do que o grupo muito bem organizado vem dizendo que a área não tem função social.

Passaremos a sobrevoar a área com mais frequência.