GCM PRENDE EM FLAGRANTE UMA MULHER POR PORTE ILEGAL DE ARMA DE FOGO

Na data de 01/01/2016, o Centro de Operações Táticas (COT) da GCM, recebeu uma denúncia que numa residência na Rua Ubirajara, localizada no bairro do Polvilho havia três crianças sofrendo maus tratos por parte da mãe por nome de A.N.S. Com base na denúncia uma guarnição de patrulhamento da GCM deslocou-se para o local dos fatos e lá fora informados verbalmente que na residência havia uma arma de fogo onde a mãe entrara em desentendimento com vizinhos e em seguida sacou de uma arma efetuando disparos na direção deste.
Com a devida autorização do proprietário da residência a guarnição adentrou no local, logrando êxito em encontrar um revólver da marca Rossi calibre 32, municiado e com três munições picotadas; oito munições intactas de revólver calibre 38; duas munições de espingarda calibre 20; diversos eppendorfs (flaconetes plásticos) vazios e uma quantia de R$ 493,00 em cédulas e moedas correntes.
Diante o fato, foi dada voz de prisão pela a guarnição GCM, sendo conduzida para a Delegacia em Jordanésia, e ratificada pela Autoridade Policial de plantão, que determinou a lavratura do BO Civil nº 05/2016, idiciando-a com base no artigo 16 da Lei nº 10826/2003, por porte ilegal de arma de fogo.
Após as formalidades legais a indiciada foi conduzida para a Cadeia Pública feminina na Cidade de Mairiporã. As crianças maltratados foram entregues ao Conselho Tutelar para tomar as devidas providências legais junto à vara da Infância e Juventude da Cidade.

Comente essa matéria com o Facebook: