Franco, Caieiras e Morato somam 118 mortes na fila por vaga na UTI

Franco da Rocha é município com mais mortes. Cajamar e Mairiporã são as únicas cidades da região norte que não registraram mortes na fila da UTI.

Imagem ilustrativa.

As cidades de Franco da Rocha, Caieiras e Francisco Morato somam juntas 118 mortes de pessoas que não conseguiram atendimento nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Em toda a Grande São Paulo foram 313 mortes. No Estado de São Paulo já são 555 mortes à espera dos leitos.

Mortes por cidades da Grande São Paulo (dados dia 06/04/2021)

Franco da Rocha: 54 mortes

Francisco Morato: 42

Ribeirão Pires: 40

Taboão da Serra: 35

Itapecerica da Serra: 27

Caieiras: 22

Guarulhos: 21

Diadema: 18

Jandira: 16

Mauá: 13

São Caetano do Sul: 11

Rio Grande da Serra: 7

Guararema: 4

Juquitiba: 2

Poa: 1

Total de mortes na fila da UTI na Grande São Paulo: 313


Cidades sem mortes na fila da UTI POR REGIÃO DA GRANDE SÃO PAULO

Norte da Grande São Paulo: Cajamar e Mairiporã

Oeste da Grade São Paulo: Pirapora do Bom Jesus, Santana de Parnaíba, Osasco, Barueri e Itapevi.

Sudoeste da Grande São paulo: Vargem Grande Paulista Cotia, Embu das Artes e São Lourenço da Serra.

Região Leste da Grande São Paulo: Arujá, Santa Isabel, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos, Mogi das Cruzes, Salesópolis.

Região Sudoeste da Grade São Paulo: São Bernardo do Campo e Santo André.


Comente essa matéria com o Facebook: