Finaliza ano letivo na Rede Municipal de Ensino de Cajamar

Ao todo, foram 200 dias letivos, a maioria deles realizado de maneira remota, segundo o calendário escolar disponibilizado pela Secretaria Municipal de Educação.

O ano letivo de 2020 foi um ano escolar atípico, marcado pela pandemia do coronavírus, e chegou ao fim na última sexta-feira (18), para cerca de 15 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de Cajamar. Foram, ao todo, 200 dias letivos, a maioria deles realizado de maneira remota, segundo o calendário escolar disponibilizado pela Secretaria Municipal de Educação.

Devido ao enfrentamento da COVID-19, as aulas presenciais na cidade foram suspensas nas 37 escolas municipais no dia 23 de março. Desde então, com a implantação do Sistema Cajamar de Ensino, inclusive em sua versão digital, a Secretaria de Educação disponibilizou conteúdos para a realização do ensino remoto, todos eles tendo por base a matriz curricular da Rede, de acordo com cada modalidade de ensino: Educação Infantil, Ensino Fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Além disso, todos os alunos da Rede Municipal receberam as apostilas do Sistema Cajamar de Ensino, novo modelo educacional implantado no município, seguindo o calendário pedagógico elaborado pelos gestores educacionais.

As orientações em nível Federal, Estadual e Municipal acerca das aulas remotas foram subsidiadas pela entrega das apostilas aos alunos, garantindo aos mesmos o acesso aos conteúdos das fases/anos, uma das alternativas para minimizar os problemas decorrentes da suspensão das aulas presenciais.

Durante este período, a Secretaria Municipal de Educação criou uma Comissão Especial a fim de elaborar os protocolos sanitários para uma possível retomada às aulas presenciais. A ideia foi dar voz a representantes dos vários segmentos, para garantir as diferentes contribuições nos temas a serem discutidos sobre o “protocolo sanitário de retorno das aulas presenciais”. O grupo é composto por representantes dos Diretores de Departamento da Secretaria de Educação, presidentes do Conselho Municipal de Educação, Conselho de Alimentação Escolar e CACS – FUNDEB, Supervisão Escolar, gestores das Unidades Escolares, representantes de professores de todos os segmentos das escolas municipais, funcionários, pais de alunos, representantes das escolas particulares do município, representante da Secretaria de Saúde e do Conselho Tutelar.

Reinvenção

“A Educação é um trabalho que envolve coletividade. O nosso maior desafio era manter o aluno em contato com o professor e com a escola. Diante do distanciamento social, tivemos que nos reinventar para estar juntos, trocar ideias e experiências. Neste ano tão atípico, tão diferente, a parceria com a comunidade escolar foi fundamental. A pandemia acabou acelerando todo o nosso processo de investimento na tecnologia e aprendizado para lidar com ela. Implementamos algumas mudanças que eram necessárias, o mundo tecnológico está aí, precisamos nos adaptar. Nosso principal objetivo foi firmar uma parceria com nossos professores, gestores, pais e alunos para compartilhar nossas limitações, angústias, superações e refletirmos juntos possíveis encaminhamentos”, enfatizou o secretário de Educação, Prof. Dr. Régis Souza. “Muita gratidão a todos os profissionais da Educação do Município de Cajamar, que se empenharam muito para que, neste ano, chegássemos ao final com tantas atividades realizadas e tanta aprendizagem das crianças”, complementou o Secretário ao destacar que a Educação de Cajamar está no caminho certo.

Cestas de alimentação

Durante a pandemia, a Prefeitura de Cajamar, por meio da Secretaria de Educação, distribuiu cestas de alimentos para os alunos da Rede Municipal de Ensino de Cajamar. As entregas começaram a ser feitas em março deste ano, período em que as aulas nas escolas públicas foram substituídas por atividades feitas de maneira remota, em razão das medidas de isolamento social implantadas. O município foi um dos primeiros do Estado a realizar o cadastro e a entrega da cesta de alimentos, que teve como prioridade alunos em situação de vulnerabilidade social.

A disponibilização das cestas de alimentos foi a medida adotada pela Administração Municipal para garantir a segurança alimentar dos alunos, enquanto as aulas presenciais estão temporariamente suspensas.

Comente essa matéria com o Facebook: