Baloeiros fogem após tentar resgatar balão e Guarda aparecer

Desta vez ninguém foi preso, uma vez que soltar balões está no artigo 42 da Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605/98).

Diversos baloeiros fugiram da Guarda Civil Municipal de Cajamar no início da manhã deste domingo (21), após tentarem resgatar um balão na região da “Linha do Trem”, no Distrito do Polvilho.

Segundo informações, assim como os baloeiros, a Guarda também avistou o balão e seguiu seu trajeto até cair em uma estrada de terra.

Desta vez ninguém foi preso, uma vez que soltar balões está no artigo 42 da Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605/98) diz que fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano, pode levar a pessoa a ser condenada à pena de detenção, de um a três anos, ou multa, ou ambas, cumulativamente. Além da pena, vale ressaltar que os crimes ambientais são inafiançáveis.