Cajamar Noticias

Notícias

Réu de Cajamar é condenado a 23 anos pela morte de GCM de Jundiaí

Réu de Cajamar é condenado a 23 anos pela morte de GCM de Jundiaí
agosto 12
14:30 2016

Uesley Santos da Silva foi condenado a 23 anos e quarto meses de prisão pela morte do Guarda Civil Municipal de Jundiaí no dia 12 de novembro de 2015. Baudry Lemos Belino, foi morto em um bar, quando assaltantes moradores do bairro da Calcária (Divisa Caieiras e Cajamar), invadiram o estabelecimento anunciando assalto.

O GCM, que participava de um churrasco no local e estava de folga no dia, tentou sacar sua arma para se defender do assalto, após ter seu celular e chaves do carro roubado. Um tiro disparado pelo GCM, chegou a atingir um dos criminosos, porém, sem gravidade. Após o tiro, Uesley Santos da Silva efetuou outro disparo que atingiu fatalmente o Agente da GCM de Jundiaí.

Após o crime, os bandidos fugiram em um Ford Ka em direção à Cajamar e ao chegarem na cidade, os bandidos deixaram Uesley (Autor do disparo e baleado pelo GCM), no UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do distrito de Jordanésia, e fugiram.

Na época, o crime foi amplamente divulgado nas mídias locais e televisivas e com o apoio da Polícia Civil, Militar e Guarda Municipal de Cajamar e Jundiaí, uma operação foi realizada no bairro da Calcária (Divisa Caieiras e Cajamar), onde os outros dois envolvidos no crime foram presos.

A condenação de Uesley ocorreu na última terça-feira (9) pela 2ª Vara Criminal de Jundiaí.

Compartilhar

Artigos Relacionados