Cajamar Noticias

Notícias

 Extra!

Droga que induz ao canibalismo é encontrada em Cajamar

Droga que induz ao canibalismo é encontrada em Cajamar
janeiro 30
09:50 2018

31106_035---banner-_cajamar_noticia-_468x60px_v2

taageero-banner
texas_burguer_site

A equipe do Canil da Guarda Municipal de Cajamar em patrulhamento pelo bairro da Vila União em Jordanésia, apreendeu uma quantidade considerada de catinona – derivados de anfetaminas, conjugadas com a planta chamada khat, árvore nativa da África do Sul, e considerada como uma nova droga que causa alucinações e induz ao canibalismo. Esta seria a primeira vez que este alucinógeno devastador é apreendido em solo cajamarense.

Além desta droga, também foram apreendidos 111 enpendorfs e 82 sacoles contendo cocaína além de 92 trouxinhas de maconha. O homem que carregava a droga ao perceber a presença dos policiais da GM, conseguiu empreender fuga.

De acordo com os policiais da Guarda Municipal de Cajamar, o patrulhamento é comum nesta região onde se concentra denúncias de tráfico de drogas. A equipe do Canil que conduziu esta ocorrência teve a participação dos policiais GM Paulino como motorista, encarregado GM Robert, auxiliar GM Kleber e o cão farejador da GM Dhully, responsável pela localização das drogas.

Droga Zumbi

Segundo a Polícia Civil de Cajamar não há registros de apreensões no município desta droga chamada zumbi ou sais de banho, que causa no usuário um efeito semelhante a um zumbi e ataca pessoas para se alimentar. Há registros desta droga sintética no Nordeste e em outros países como, por exemplo, os Estados Unidos, onde já houve casos de ataques.

Segundo policiais especialistas em entorpecentes a droga zumbi é fracionada e se transforma em droga sintética, além de ser considerada uma derivante muito mais forte do ecstasy, que por si só pode desestruturar a personalidade de quem o usa.

As drogas apreendidas foram encaminhadas para a autoridade policial que lavrou o Boletim de Ocorrência. A apreensão das drogas pela Guarda Municipal de Cajamar deve ter causado um prejuízo ao traficante de aproximadamente R$ 5 mil reais.

Texto:  Kauan Berto, Diário Cajamarense
VITA

Compartilhar

Artigos Relacionados